Século XVI Século XVII Século XX 1918 1929 Década de 1930 1936 1940 1950 1952 1953 1955 1956 Década de 1960 1967 Década de 1970 1973 1978 Década de 1980 1985 1989 1989 1990 1991 1997 1998 Década de 2000 2004 2005 2011 2011 até os dias de hoje

Século XVI

Os portugueses chegam ao Brasil e trazem a viola.

Os jesuítas usam a viola em festejos religiosos, como a Folia de Reis, para catequizar os índios e, posteriormente, os negros.

Século XVII

Os caboclos se apropriam da viola portuguesa e mudam o design, usando madeira brasileira.

Século XX

Aparecimento das primeiras duplas de música caipira.

1918

Angelino de Oliveira compõe “Tristeza do Jeca” , um dos hinos da música sertaneja, que se tornaria sucesso nas vozes de Tonico & Tinoco décadas depois.

1929

Primeira música sertaneja gravada: “Jorginho do Sertão” , Cornélio Pires, interpretada pela dupla Mariano & Caçula.

Década de 1930

Ao dar espaço para a apresentação de duplas caipiras, os circos ajudam a popularizar a música no interior.

1936

A Rádio Nacional entra no ar marcando a ascensão do rádio.

1940

Considerada uma das mais importantes de todos os tempos, a dupla dos irmãos Tonico & Tinoco consolida o sucesso da música caipira e lança seus primeiros discos.

1950

As duplas sertanejas migram para São Paulo por conta do sucesso das emissoras de rádio.

1952

A influência da cultura paraguaia na música sertaneja se concretiza com o estouro de duas versões do casal Cascatinha & Inhana: “Índia” e “Meu primeiro amor”.

1953

Inezita Barroso lançou seu maior “Moda da pinga” eternizada como “Marvada PINGA”.

1955

A dupla Luizinho & Limeira lança um dos maiores clássicos sertanejos: “O menino da porteira” , de Teddy Vieira e Luizinho.

1956

Primeira edição da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, no interior de São Paulo.

Década de 1960

Surgimento do pagode de viola com Tião Carreiro & Pardinho.

1967

Gravação dA MÚSICA “Saudade da minha terra” , um dos maiores hinos da música sertaneja.

Década de 1970

A dupla Léo Canhoto & Robertinho revoluciona o sertanejo introduzindo instrumentos como bateria e guitarra elétrica e adotando um visual pop com cabelos compridos, roupa colorida, e óculos escuros.

1973

Primeiro disco da dupla Milionário & José Rico, conhecidos como “As gargantas de ouro do Brasil”.

1978

Lançamento do filme Estrada da Vida, dirigido por Nelson Pereira dos Santos, que conta a trajetória de Milionário & José Rico

Década de 1980

“Fio de cabelo” , primeiro grande sucesso Da dupla Chitãozinho & Xororó, foi a música que abriu as portas para o sertanejo nas rádios FM

1985

Influenciados pelo Rock in Rio, Chitãozinho & Xororó transformaram o show sertanejo em entretenimento.

1989

Roberta Miranda é a primeira cantora da Música Popular Brasileira a vender mais de um milhão e meio de discos no lançamento do primeiro álbum de sua carreira.

1989

“Entre tapas e beijos” é o primeiro hit da dupla Leandro & Leonardo.

1990

O especial sertanejo Amigos faz sucesso na Rede Globo e vira programa de televisão.

1991

“É o amor” é o hit da dupla Zezé Di Camargo & Luciano.

1997

campanha publicitária de uma cerveja reúne as duplas Chitãozinho & Xororó, Zezé Di Camargo & Luciano e Leandro e Leonardo.

1998

Leandro, da dupla Leandro & Leonardo, morre vítima de câncer.

Década de 2000

A dupla Bruno & Marrone estoura com o hit “Dormi na praça”

2004

Surgimento das festas sertanejas universitárias em todo o país.

2005

A Rede Globo exibe a novela América a primeira com temática de rodeio.

2011

Estouro do hit “Ai se eu te pego” de Michel Teló, primeiro sucesso sertanejo no exterior.

2011 até os dias de hoje

Diversos nomes surgem e se consagram juntamente com a música sertaneja.